Publicado por: Nikki | agosto 19, 2009

Guitar Hero – Básico

===[Intro]===

Hoje é difícil encontrar alguém que nunca tenha ouvido falar de “Guitar Hero”. Seja porque já jogou, conhece alguém que joga, já viu em algum lugar, assistiu algum vídeo no YouTube… enfim, o jogo se popularizou de tal forma tanto entre casuais e hardcores.

Apesar de ser tão facilmente reconhecido, muitos são céticos quanto à possibilidade de jogá-lo em alto nível (talvez nunca viram Bemani/EZ2On players também…). Como pode ser possível acertar todas as notas de uma música (Full Combo)? Ou entender o que acontece naquela confusão de notas em solos? Ou conseguir acertar as notas repetidas passando rapidamente e não se perder?

Outra coisa que noto também é que muitos são tímidos em relação ao jogo, como se fosse necessário saber jogar sem nunca antes ter tentado, ou jogar no Easy fosse uma vergonha, ou mesmo a diferença de nível assusta.

Experimentem jogar pelo menos uma vez! O jogo vale a pena, ele é bastante amigável com iniciantes, tem uma curva de aprendizado boa e é um jogo muito divertido, principalmente em parties!

Esse primeiro guia, “Guitar Hero – Básico”, irá focar no mínimo necessário para você poder jogar na Guitar/Bass e se divertir com ela!

===[Warm-up]=== (Índice)

Verse (Como começar)
Chorus (Gameplay Básico)
Bridge (Alt-strumming)
Solo! (Hammer-Ons e Pull-Offs)
Verse 2 (Dicas)
Finish Strong! (Conclusão)
Outro (Perguntas Frequentes)
Encore (Glossário)

===[Verse]=== (Como começar)

(Caso tenha dúvidas quanto aos nomes e abreviações, verifique a seção “Encore” (Glossário) no final deste artigo!)

Primeiro, descubra seu jeito de segurar a guitarra: Righty Flip (mão esquerda no braço da guitarra), que é a configuração padrão, ou Lefty Flip (mão direita no braço). Normalmente se refere a destros e canhotos, mas há canhotos que usam Righty Flip e destros com Lefty Flip. Essa opção fica no Options, ou no Pause.

Isso faz com que as notas fiquem na mesma posição que sua mão, tornando-se mais natural ver a nota na tela e apertar o botão correspondente.

Segundo, lembre-se que esse é um rhythm game – a música não é enfeite, é o principal! As notas na tela correspondem às notas da guitarra, e elas seguem tempos certos, então é importante conseguir manter um ritmo ao invés de tratar cada nota individualmente.

Claro que ritmo não é algo natural, mas ele se desenvolve com a prática, então não pense coisas como “não tenho ritmo” ou “sou muito ruim, melhor esperar a nota chegar na linha”. Isso é falta de prática, afinal, você não espera pegar o jogo e sair jogando “Slayer – Raining Blood” como sua primeira música certo?

– Dificuldades

Beginner: não precisa dos frets, só da strumbar. Não recomendo este nível a menos que nunca tenha jogado videogames antes.
Easy: usa somente G, R e Y. Praticamente não tem fast-strumming e poucos HOPOs. Caso tenha dificuldades com o Medium, o Easy é bom para acostumar-se ao jogo.
Medium: usa somente G, R, Y e B. Raramente possui fast-strumming ou HOPOs. Eu recomendo começar por esse nível, a menos que nunca tenha tentado um rhythm game antes ou não esteja acostumado a jogar videogames.
Hard: usa os 5 frets, mas o O não aparece tanto. Fast-strumming e HOPOs surgem com mais frequência. Como usa os 5 frets, é bom para aprender acostumar a trocar posições nos frets.
Expert: usa os 5 frets, e toca todas as notas da música. Fast-strumming e HOPOs são comuns. Deve-se ter uma boa noção do “sliding”.

Além disso, a Rock Meter varia conforme a dificuldade. É mais fácil se recuperar no Easy que no Expert, por exemplo, pois cada nota vale mais Rock Meter no Easy!

===[Chorus]=== (Gameplay básico)

– Acertando as notas (“Hit moar notez”)

Para acertar uma nota, segure o botão da nota, e aperte a strumbar quando a nota estiver passando pela linha. Existe uma certa tolerância (timing window), então você não tem que ser tão preciso quanto parece.

Note que você pode usar os frets quando quiser durante a música, ao contrário da strumbar: apertar a strumbar na hora errada irá fazer você perder seu combo e Rock Meter. Então você pode segurar o fret adiantado, sempre que achar mais conveniente – não é necessário apertá-lo junto com a strumbar.

Resumindo: segure o fret, acerte o strum, segure o fret, acerte o strum… simples! (às vezes nem tanto…)

– Bass: Open Note

A partir do GHWT, o Bass passou a ter uma grande diferença em relação à Guitar (até então, não havia diferenças no gameplay): a Open Note, representada por uma linha roxa horizontal no fretboard. Para acertá-la, você deve fazer o strum sem segurar nenhum fret!

Rock Meter (“You’re in the clear!”)

Fique de olho na sua Rock Meter, se ela zerar você terá que recomeçar a música. Acertar notas aumentam sua Rock Meter, errá-las ou dar overstrums irão diminuí-la (bem mais rápido do que ela aumenta).

Como os desenvolvedores da série são seus amigos (ou é isso que eles querem que você pense!), eles te dão uma colher de chá: o Star Power quando ativo aumenta em muito a recuperação da Rock Meter! Então, é comum guardá-lo para seções difíceis como solos ou quando estiver quase perdendo.

– Star Power (“Dropping your pants on-stage does not deploy Star Power”)

O Star Power é algo importante para todos, iniciantes ou hardcores. Além de salvar sua Rock Meter (útil para quem está começando), ele dobra o multiplicador do seu combo (útil para aumentar scores)! Seu medidor de SP fica junto da Rock Meter, e para utilizá-lo, dê tilt ou aperte Select quando tiver mais de 50% da barra cheia.

Para enchê-la, acerte as “SP sections” (seções com as notas em forma de estrela) e use whammy nos sustains nas “SP sections”. Cada SP section vale 25% da barra, então você irá precisar de pelo menos 2 seções para usá-lo (ou uma com muito whammy).

Resumindo: o SP é um ponto importantíssimo! Com ele você pode passar músicas acima do seu nível, ou ganhar de alguém mesmo acertando menos notas!

– Notestreak (voadora, soco, especial = combo!)

Acertar várias notas em sequência irá te dar um streak/combo. A cada 10 notas em combo, seu multiplicador aumenta, até o máximo de x4 (x8 em SP). Esse é um ponto vital para conseguir bons scores e 5-stars!

===[Bridge]=== (Alt-strumming)

– Alt-strumming

Consiste em acertar as notas usando a strumbar para cima e para baixo alternadamente (daí o nome, “alt-strum”). Parece algo difícil de fazer, mas com o tempo ela vai se tornando natural.

Isso permite que notas muito rápidas sejam possíveis, já que mesmo para players experientes, não é fácil manter uma velocidade constante acima de 8~9nps só numa direção.

Isso facilita muito seções com “fast-strumming”, já que fast-strums de 13nps ou mais são comuns!

===[Solo!]=== (HOPOs)

– Hammer-On (“Fake! ‘Your’ not strumming!”)

Aqui começamos a entrar em algo um pouco mais técnico, mas ainda assim simples. Trata-se de Hammer-Ons e Pull-Offs (HOPOs), que facilitam sua vida em seções rápidas. Os HOPOs são indicados por um brilho branco sobre a nota.

Essas notas “brancas” indicam que só é necessário apertar o fret, sem precisar da strumbar! Mas elas possuem uma singularidade: elas só funcionam dessa forma caso você tenha acertado a nota anterior.

Ou seja, se você errar uma nota, não poderá usar um HOPO na próxima, tendo que usar a strumbar para acertá-la.

Resumindo: para os HOPOs, enquanto você estiver acertando você não precisa da strumbar!

– Pull-off

Ele acontece quando você tem uma sequência de HOPOs como GRG: você pode fazê-la com Hammer-Ons, apertando {G,R,G} ou usar o Pull-Off para o segundo Green {G (segure), R, solte R}.

Estranho? Sem dúvida! O Green acertou sem você ter feito nada! Na verdade você fez: soltou o R. Isso é um Pull-Off: soltar uma nota mais alta para acertar uma mais baixa que você está segurando.

É praticamente o inverso do Hammer-On: ao invés de acertar as notas apertando um fret, você acerta a nota soltando um fret!

Isso diminui o número de notas que você precisa realmente pressionar durante uma sequência de HOPOs, ou seja, seus dedos não precisam atingir uma velocidade de 13nps para acertar o solo por exemplo. Basta um uso calculado de Pull-Offs para diminuir o nps necessário dos seus dedos.

Resumindo: Você deve soltar uma nota mais alta para que a mais baixa seja tocada.

Exemplo: GRGYGBGR
Repare que o Green se repete a cada 2 notas. Isso permite que você segure o G e esqueça dele, se concentrando nas outras notas e usando Pull-Offs para acertar o Green, ou seja, você faz a sequência: [G]RYBR
(o [G] é para segurar o G, e os traços são os Pull-Offs)

A infame Intro da “Through the Fire and Flames” parece mais simples agora hein?

===[Verse 2]=== (Dicas)

Não existe uma fórmula para fazer um player pular do Easy pro Expert em um dia, mas treino constante, e principalmente vontade de aprender, são os maiores fatores para a evolução de um player.

Mas existem alguns detalhes que às vezes passam despercebidos por nós, e que ajudam muito a evoluir:

– aquecimento: nunca comece o dia direto de onde você parou no dia anterior. Seus dedos não estão aquecidos como antes, e isso só vai forçá-los desnecessariamente. Faça aquecimento, jogando músicas mais fáceis (tente bater seu score!), ou treine alguns padrões antes de ligar o jogo. Isso previne frustrações (“ontem eu conseguia fazer essa parte!”) e dores desnecessárias.

– jogar músicas diferentes: ao invés de ficar jogando a música que você não consegue passar repetidamente, jogue várias músicas, de todos os estilos, para pegar diferentes padrões e ritmos.

– jogar uma música acima do seu nível: faz com que você force o seu “limite” atual. Jogar somente as músicas que você consegue é bom para aprender, mas vez ou outra, é bom pegar uma de nível mais alto para explorar o seu limite. Mas não deixe isso como padrão (só jogar músicas difíceis), pois você vai apenas se cansar mais rápido, e aproveitando menos.

– “simplificar”: ao invés de simplesmente fechar os olhos e apertar os frets aleatoriamente enquanto bate a strumbar nos solos difíceis, tente simplificá-lo. Uma alternativa é ignorar completamente um fret e só trabalhar com os outros que aparecem. Então ao invés de se concentrar em fazer YBOYBOYBOYBO, esquecer o O e ficar só no YB YB YB YB. Não rende combo, mas salva a Rock Meter!

– treinar sem o jogo: você não precisa estar na frente da tv para treinar seus dedos. Estando à toa, esperando na fila, dormindo na aula… crie padrões para seus dedos e treine-os na mesa, ou qualquer superfície. Padrões como 1234 e 4321 são os mais básicos e muito úteis!

– treinar alt-strumming: alt-strum é difícil de acostumar, mas fazê-lo em todas as notas por um tempo ajuda a tornar esse movimento mais natural quando você precisar dele. É claro que no começo você passará por dificuldades, principalmente em sequências trocando de frets, mas a recompensa depois é grande!

– “não consigo”: Nunca diga uma coisa dessas! É como aceitar sua derrota sem lutar! Todos estamos sempre evoluindo, mesmo que pareça imperceptível, pois, quanto mais você sobe, mais difícil fica notar a evolução, já que ela torna-se mais gradual. Todos nós temos dias bons e ruins, então não pense em você como uma constante. Enquanto você conseguir se divertir com o jogo, as coisas “impossíveis” irão cair aos poucos!

===[Finish Strong!]=== (Conclusão)

Assim encerramos o básico do Guitar Hero, suficiente para dar os primeiros passos, entender a engine e ver que aqueles vídeos no YouTube não são ETs jogando (quer dizer, tem uns que… deixa pra lá), e sim players como eu ou você.

Eu sugiro fortemente que, se você gostou do jogo e quer se aprofundar mais, procure o Scorehero, pois a comunidade lá é excelente, alto nível, e o fórum é o mais organizado que já vi.

Espero que esse guia ajude você a se divertir com Guitar Hero!

Abaixo temos algumas dúvidas comuns, curiosidades e o glossário com os termos mais usados:

===[Outro]=== (Perguntas frequentes)

===Fama===

– Quantos FCs existem da Through the Fire and Flames (GH3)?

Bem… só o GHPhenom tem 7, e temos 1 do Iamchris4life (primeiro TTFAF FC), 1 do Baseballkid7 (maior score até agora), 1 do JPrez44…

– É possível atingir 1.000.000 na Through the Fire and Flames (GH3)?

Não. Mesmo com o SP Path e squeeze perfeitos, o score máximo da TTFAF no GH3 é em torno de 992k. E, no GHSH, é menor ainda (987k?), por ter notas a menos e seções simplicadas de chords para single notes.

– Quem é o melhor player do mundo?

Tecnicamente, Ukog-Monkey, por vencer a World Cyber Games (WCG) 2008, ou Danny “GuitarHeroPhenom” Johnson, por manter o recorde no Guinness de maior score em uma música.

Apesar disso, não há um consenso sobre quem seria o melhor, pois há várias áreas distintas, como consistência (maior facilidade em aprender seções complicadas), fast-strumming (manter a velocidade (ou a variação) certa) e squeezing (abusar da timing window ao máximo).

Muitos consideram “GHPhenom” o melhor, por exemplo, mas o squeezing dele é fraco comparado a outros players de mesmo nível. Ele se destaca pela consistência, acima de qualquer outro player.

Enquanto isso, “Lo7”, que disputou a final da WCG2008 contra Ukog, é conhecido pelo seu potencial em realizar squeezes quase impossíveis. Esses são apenas dois dos muitos exemplos de como não existe “o melhor” em definitivo.

Então, ao invés de se preocupar com “o melhor”, procure saber os principais nomes – eles se revezam no topo da lista, e você pode encontrá-los no Scorehero para ver o que andam aprontando, e até mesmo pedir dicas para eles!

– Como identificar bots/fakes?

É difícil, mas um vídeo pode ter alguns indícios: vídeos só com a screen, retirados diretos com um gamebridge, são mais difíceis de se acreditar, por não ter o som do controle ou um vídeo das mãos. Bots geralmente não usam pull-offs (usando hammer-ons/strums em todas as notas), não erram o timing da nota (acertando mais cedo/tarde, ou seja, não fazem squeezing) e tem um whammy constante (ou whammy em todas as notas). No caso de hands videos, o mais fácil é ver se os dedos estão em sincronia com a screen.

Há outros indícios, como acertar um solo complicado demais sem tapping, ou um fast-strumming que parece obviamente mais lento/rápido do que deveria.

Por último, desconfie de quem aparece do nada com um FC milagroso. Os players geralmente tem um longo caminho até chegar nesse nível, e é difícil alguém chegar até lá por conta própria. Geralmente é preciso de uma comunidade para troca de técnicas, competição e evolução.

– Qual a música oficial mais difícil?

Ela é um DLC gratuito do GH3 (Boss Battle Pack), “Steve Ouimette – The Devil Went Down To Georgia (inspired by Charlie Daniel’s Band)”. Além de possuir o fast-strumming mais rápido de todos (20nps), a música possui mais de 20 solos, sendo justamente o último deles um dos mais difíceis. Fora isso, depois de todos os solos, há uma parte curta complicada de ser acertada.

Simplesmente passá-la já exige um nível bom, conseguir o 5-stars implica em dominar pelo menos os solos mais fáceis e ser capaz de passar a música sem SP, e só há 1 FC documentado até hoje, feito por GHPhenom.

Fora do GH, há várias músicas no RB difíceis por outra razão: strum limit. A última delas, “Crawl”, possui um fast-strumming longo de cerca de 17nps, muito acima dos 15nps da Green Grass and High Tides (RB1), e dificilmente terá um FC um dia. Mesmo a segunda mais difícil, “Don’t Go Away Mad (Just Go Away)”, já será um marco na história do Rock Band se conseguirem um FC um dia. Quem dirá “Crawl”.

===Full Combo===

– Qual a diferença entre “100%” e “FC“?

Você pode ter um 100% sem ter um FC. Basicamente, 100% implica que você acertou todas as notas da música, mas em algum momento você pode ter perdido seu notestreak devido a um overstrum.

Um FC você tem o notestreak igual ao número de notas da música, indicando que você não quebrou seu notestreak em nenhum momento.

Ou seja, todo FC é um 100%, mas nem todo 100% é um FC!

– Como fazer um FC?

O FC não é venerado à toa. É um feito que exige domínio da música, além de um certo preparo mental. O ponto mais importante para o FC é sentir-se confiante e preparado para ele. O fator “sorte” existe, mas como não é confiável, é comum sentir-se nervoso e com medo de errar depois de passar a seção difícil.

Então só desenvolvendo consistência é que os FCs irão surgir. Para isso, o Practice Mode é seu melhor amigo! Treine as seções que estão te dando problemas, e desenvolva métodos para acertá-las mais facilmente!

– Há alguma música sem FC na Guitar ainda?

Na série GH não, todas possuem pelo menos 1 FC (em single player). Na série RB, há 5 músicas, todas elas devido ao “strum limit”: “Aesthetic of Hate, “East Jesus Nowhere”, “My Last Words”, “Don’t Go away Mad (Just Go Away)” e “Crawl”.

===Hardware/Software===

– Qual a melhor guitarra?

A sua. Tente pegar a de alguém e querer mandar bem de primeira – impossível =P
Okay, sendo mais técnico: a Les Paul do GH2 é considerada por muitos a melhor guitarra até hoje, combinando frets com resposta rápida, strumbar precisa e o botão Select acessível.

– E a pior?

Existem tantas ruins, a maioria “3rd party”… mas das oficiais, muitos condenam a “Stratocaster” que vem com o RB1, pelos frets ruins, e a “World Tour” que vem com o GHWT, pela alta chance da sua strumbar ter problemas de double strum em pouco tempo de uso, e pela touchstrip imprecisa (mas ela pode ser desligada).

– Minha guitarra está com defeito, é possível consertar?

Bom, o problema mais comum é o da whammy bar solta. Isso acontece porque a peça que segura a whammy bar é um pedacinho ridículo de plástico, e quebra com o tempo. Um jeito fácil de resolver isso é prendê-la com um elástico, preso na base da whammy bar e no local onde encaixa o strap.

Caso seja algum outro problema, no fórum do Scorehero há um subfórum só para tratar de problemas e mods de guitarras, então é só procurar lá pelo seu problema que é quase certo que você não é o primeiro a sofrer com isso.

– Eu vi vídeos com músicas que não são do GH. Como isso?

São os chamados “customs”, charts feitas por fãs. Existem programas para alterar a iso (arquivo com as informações do jogo) do GH, permitindo trocar músicas, charts, fundos e por aí vai, criando sua própria “versão” do jogo.

Informações sobre esses programas, como usar, e como fazer seu videogame reconhecer os customs podem ser encontrados no fórum do Scorehero

– Como resolver o problema de lag das HDTVs?

O Guitar Hero vem com um “Lag Calibration” para você configurar de acordo com a sua TV. Exige um pouco de paciência até achar o ponto certo, mas é imprescindível para que você não se acostume a jogar com o lag, dificultando sua vida!

– Como saber se minha HDTV está com lag?

Geralmente o “Lag Calibration” já ajuda a notar, mas se ainda assim está desconfiado, tente jogar no Practice, em Slowest (que não seja no GH3 do PS2, pois ele não é sincronizado no PS2). Preste atenção na batida da música e tente acertar a nota com a batida.

A nota deverá atingir perfeitamente no centro da linha dos frets. Repita algumas vezes, e se possível, tente fazer isso em uma tv CRT também para analisar a diferença.

===[Encore]=== (Glossário)

– O controle

G = Green = botão verde
R = Red = botão vermelho
Y = Yellow = botão amarelo
B = Blue = botão azul
O = Orange = botão laranja
P = Purple = open note (Bass)
Strum = “palhetar”
Whammy = “distorção”
Tilt = inclinar a guitarra, para ativar Star Power
Select = O botão para ativar Star Power (as guitarras pós-World Tour possuem um “Star Power button”)

– Sua mão

Fretting hand = sua mão que está no braço da guitarra
Strumming hand = a mão que palheta
1 = dedo indicador
2 = dedo médio
3 = dedo anelar
4 = dedo mindinho
1st position = posição com o indicador no G
2nd position = posição com o indicador no R
3rd position = posição com o indicador no Y
GYBO position = posição com o indicador no G, mas os 3 outros dedos no final (YBO)

– Alguns nomes e abreviações

D = downstrum, strum para baixo
U = upstrum, strum para cima
SP = Star Power
HOPO = Hammer-On/Pull-Off
FC = Full Combo
HS = Hyperspeed
Fretboard = a “trilha” onde vem as notas
Rock Meter = sua “vida”, se ela zerar, você perde
Overstrum = palhetar na hora errada, causando um erro
Sustain = notas “longas”, “holds”, as notas que após acertá-las você pode segurá-las com o fret e usar whammy
Chords = notas duplas/triplas/quads/quintuplas, indicado pelos parênteses. Ex: (GY), (RBO), (GRYBO)
NPS = notes per second, notas por segundo
BPM = beats per minute, batidas por minuto
Overchart = chart com mais notas no fretboard do que a música, tornando a seção mais difícil do que deveria ser
Underchart = o contrário de overchart. Uma seção faltando notas no fretboard em relação à música

– Versões de GH

GH1: Guitar Hero 1
GH2: Guitar Hero 2
GH80’s: Guitar Hero Encore: Rock the 80’s
GH3: Guitar Hero 3: Legends of Rock
GHA: Guitar Hero: Aerosmith
GHWT: Guitar Hero: World Tour
GHM: Guitar Hero: Metallica
GHSH: Guitar Hero: Smash Hits (ou Greatest Hits)
GHOT: Guitar Hero: On Tour (exclusivo do NDS)
GHOTD: Guitar Hero: On Tour Decades (exclusivo do NDS)
GHMH: Guitar Hero: Modern Hits (exclusivo do NDS)

– Convenção

O G é considerado a nota mais baixa, até o O que é a mais alta. Então quando nos referimos a “uma nota mais baixa que o Y“, pode ser o G ou R, por exemplo.

Anúncios

Responses

  1. Primeiro pq n sou Flash

  2. Muito bom ADOREI O TUTORIAL, so que esses nome e meio difícil de entender
    O HOPO e o mais difícil de entender mais quem entender ira conseguir fechar muitas musicas com 5 estrelas.

    Eu queria saber se Quando uma pessoa joga bem no controle, e mais fácil ela aprender a jogar na Guitarra ou e a msm dificuldade?
    E o meu Caso :D

    Fecho muitas musicas no controle só qe algumas requer a Guitarrinha :S

  3. Comprei o jogo e a guitarra neste mes,pro meu ps3,e eu até que conseguia fazer uns 95 por cento(no easy),agora com este tuto ja acabei no easy e vou começar no normal hehe! belo tuto cara fmz!

  4. Cara o melhor tutorial da minha vida =D
    Já fiz muitos 100% mas apenas alguns FC’s

    • Obrigado! ^_^

      Boa sorte com o jogo! Existem listas no Scorehero (scorehero.com) chamadas “FC Breakdown” que dão uma noção de quais músicas são mais fáceis de FC que outras, dê uma olhada porque elas ajudam bastante a conseguir FCs ^_^

  5. muito bom o tutorial com certeza vai ajuda mt gente como me ajudou
    NOTA 10
    bom mesmo
    parabens

    • Muito obrigado ^_^

      Se restar alguma dúvida, é só deixar uma mensagem aqui ^_^


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: